Friday, December 25, 2009

25 de dezembro




José confiante, olhando nos olhos da Maria:

- Ele é a minha cara.

Wednesday, December 23, 2009

Natal


Aproximei-me e cochichei meu pedido no seu ouvido.
Meio sem graça, não sei se pela minha idade ou se pela minha fé na vida, ele respondeu:
- Juro para você que vou tentar.

Monday, December 14, 2009

Santa ceia


No meio da janta Jesus pergunta:

- Alguém viu o Judas?

Tuesday, December 08, 2009

Wednesday, November 25, 2009

Miocárdio


Romântico, acreditou que a dor no peito era por amor.
Não era.

Tuesday, November 24, 2009

No cinema


A cada beijo seu, uma cena que eu perdia e outra que nós criávamos.

Alegria


E foi assim até que acabou a fluoxetina.

Monday, November 23, 2009

Bronzeamento artificial


Proibiram. Onde estão as provas?
Estão à flor da pele.

Bichanos


- Gata eu te amo.
- Será?
- O que você quer que eu faça para provar?
- Morda minha nuca.

Wednesday, November 18, 2009

Na rede


Rolou o maior romance e foram pra cama no primeiro encontro.
Ele em SP, ela em Paris.

Conexão


Depois de duas doses de 140 caracteres - ficaram íntimos.

Friday, November 13, 2009

Bola de cristal


Vi a morte dele, mas não contei nada.
Achei que ele merecia a surpresa.

Cartomante


Ela queria saber do marido, se ele ainda a amava se existia outra. Não menti, confirmei tudo e ela saiu decidida a mandá-lo embora de casa. Não precisei das cartas para dizer. João está comigo há dois anos.

Poemas e contos mutantes


Na ZH.COM

A arte da Monika Papescu é a capa do livro Minicontando, que Ana Mello estreiou hoje na Feira. De certa forma, o quadro sintetiza o trabalho das duas, artistas unidas pela amizade e pelo uso criativo da Internet como ferramenta de trabalho. Para Monika, ela também permite que seu trabalho seja concebido em um outro âmbito: o da animação e do movimento. Para Ana, ela casa perfeitamente bem com a rapidez e leveza de seus minicontos. Isso além de servir como meio de publicação e facilitar o contato com o público.

Leia mais: AQUI

Wednesday, November 04, 2009

Tempos modernos - o vagabundo


Cansado de digitar, linkar, logar e blogar, decidiu simplesmente falar.

Monday, November 02, 2009

Quando perder não é à toa


Bala perdida mata traficante em seu apartamento.

Saturday, October 31, 2009

Cidade Poema


Adesivo da Feria do Livro de POA, a arte é do Guilherme Moojen.


Friday, October 23, 2009

I Semana de Literatura Digital





ORGANIZAÇÃO: Marcelo Spalding
Nos últimos anos, a sociedade tem assistido a um acelerado desenvolvimento tecnológico que transformou diversas áreas do conhecimento e das artes. Aos poucos, os efeitos das novas tecnologias de comunicação se fazem sentir também na literatura.
Neste contexto, foi concebida a programação da I Semana de Literatura Digital na Feira do Livro de Porto Alegre, que ocorrerá entre os dias 11 e 14 de novembro, dentro do ciclo A Hora do Educador, sob a coordenação do escritor Marcelo Spalding. As atividades serão realizadas na Casa do Pensamento e na Ducha das Letras (Área Infantil e Juvenil - Cais do Porto).
TEMAS DEBATIDOS
O leitor e a leitura na Era Digital
O futuro do livro
Como aproveitar as novas tecnologias no ensino de literatura
Os novos gêneros literários: ciberpoema, hiperconto
PROGRAMAÇÃO aqui:

Parábola


Jesus e Judas resolveram aparecer, a crise estava instalada e eles pensavam de maneira oposta. O pau fechou, quase deu morte, aí chegou a pizza.

Gêmeos


Quando era criança levava toda a culpa pelo irmão e as surras também. Já adulto, dormia com a cunhada toda terça, no dia do plantão do marido. Porém, o chifre que ela colocava com o padeiro, considerou seu, por cortesia.

Saturday, October 17, 2009

140 caracteres


Retuitando loucamente ele perdeu sua identidade, virou outro, outros e dissolveu-se na rede.

Wednesday, October 07, 2009

No elevador


Luciana entrou espalhando seu perfume.
- No quarto, por favor.
O ascensorista não resistiu:
- Combinado, saio as 17h.

Friday, September 25, 2009

Tácito



Sentou e esperou por ela.
Ela casou, descasou. Casou de novo.
Quando veio, ele pensou ainda calado:
- Quem será essa mulher?

Thursday, September 17, 2009

Quimera


Na briga em frente a escola perdeu um celular, um chumaço do cabelo loiro e a lembrança de uns bons contos de fada.

Caricatura


Escritor experiente, acostumado a ficção, não conseguia superar a crueldade do noticiário da TV.

Wednesday, September 02, 2009

Conversa com advogado


Mas a senhora há de concordar que vinte facadas foi um exagero.
- Não chega nem na metade dos bifes que eu cortei para ele.

Fantasiando


A primeira vez que se fingiu de morto foi para assustar a irmã, depois para livrar-se de um assalto. Na última vez, não foi possível reverter.

Banco detrás


Afoito ele quase arrancou dois botões da blusa dela.
Ela disse com orgulho – sou virgem.
Ele respondeu sem interromper a investida:
- Não entendo nada de horóscopo.

Wednesday, August 19, 2009

Interrogatório


- Doutor, como eu posso ser acusado de tirar a vida dela se a vida a ela não pertencia? Era só minha, há muitos anos.

Saturday, August 15, 2009

Tuesday, August 04, 2009

Promessa solene


Depois que o padre falou toda a droga de condições em que ele teria que manter a união, rezou para que alguém, além dele, tivesse algo contra aquele casamento e coragem suficiente para impedi-lo.

Sunday, July 26, 2009

Presente


O sorriso dela ao receber o anel compensou o trabalho de cortar o dedo da vítima do assalto.

Friday, July 17, 2009

Adinamia

O desamor era nocivo, corroia lhe a mente e desmanchava lhe a carne.

Tuesday, July 14, 2009

Dá ou desce


Que droga, ela queria dar, mas também queria sair bem ligeirinho.
Não agüentava aquele papo no final.

Wednesday, July 08, 2009

Láudano



Gota a gota, anestesiou a vida e buscou a morte.

Friday, June 19, 2009

Abnegação


Na última facada pensei que a tampa do vaso nunca mais ficaria levantada.

Wednesday, June 17, 2009

Dose única


Aquele texto não lhe saia da cabeça: experiências de quase morte revelam o verdadeiro valor da vida. Resolveu proporcionar isso ao marido, envenenando-o.

Tuesday, June 09, 2009

Em pleno vôo

Se o avião não tivesse caído, aquele último abraço não teria a menor importância.

Monday, May 25, 2009

Obséquio


A melhor forma para ajudá-lo foi um empurrão, da ponte, onde ele já estava por toda a vida.

Tuesday, May 19, 2009

Testamento


Ele era rico e forte, mas ficou muito doente, tanto que os filhos chegaram a escolher o caixão.
Milagrosamente ele ficou curado e foi ver o ataúde escolhido. Deserdou os filhos na mesma hora.

Tuesday, May 05, 2009

Se não tem remédio, remediado está


Para cuidar do coração tinha o cardiologista, dos ossos o ortopedista, da pele o dermatologista, faltava um que o enxergasse como um corpo inteiro e com um pouco de sentimento.

Tuesday, April 28, 2009

Rede de relacionamento


- Carla, o João se matou.
- Quando, como você ficou sabendo?
- Vi no twitter dele há quinze minutos.

Wednesday, April 22, 2009

Anseio


Todos cantando o tradicional “parabéns”, na mesa, tortas, doces e salgados. Ele preparava-se para soprar as velinhas e fazer o pedido, o mesmo que fazia todos os anos, mas não era atendido:
- Desejo que todos desapareçam
.

Tuesday, April 14, 2009

Família (apenas uma versão)


Desde cedo o filho foi incentivado a brigar, lutar pelos seus desejos, impor suas vontades. Cresceu sem limites, a mãe dizia.
Adulto, drogado e louco, só um tiro foi capaz de detê-lo, disparado pela mãe.

Monday, April 06, 2009

Reality show

Toda a semana ele eliminava um, por dinheiro, é claro.
Da última vez a vítima estava armada e reagiu.
Ladrão morto no meio da rua, ao vivo no telejornal.

Friday, March 27, 2009

Refolho


Depois de apanhar pela terceira vez, ela fugiu.
Mas ele mudou, todos disseram.
Durante a reconciliação ele a matou com seis facadas, realmente ele tinha mudado.

Sunday, March 22, 2009

Apagão


Naquela noite ele matou vários. Isso lhe dava força, energia. Já era tarde para retroceder, estava envolvido demais.
Quando desligaram a luz ele teve plena consciência do seu vício, os jogos eram sua vida.

Wednesday, March 11, 2009

Sem acordo


Ele quis a separação porque ela não fazia tudo.

Ela concordou porque foi a primeira vez que ele conseguiu convencê-la de alguma coisa.

Depressão


Ele não sabia o que era melhor, a atenção que recebia de todos quando estava em crise ou aqueles remédios que o deixavam tão feliz.

Thursday, February 12, 2009

O duplo


Longe, com saudades, encontrei outro igual, quase igual.
Mais perto, o olhar denunciou a farsa.
Ninguém faz meu coração bater como ele.
PS: Para Renata & Gustavo