Sunday, December 24, 2006

Uma lembrança

Depois dos oitenta anos, ele não gostava mais de nada.
A idade lhe irritava. De que servia o ócio agora, se nada podia fazer.
Acordou do cochilo com o cheiro de mel, açúcar mascavo, ou seria canela?

Como os biscoitos que sua mãe fazia.
Um medo percorreu-lhe as costas. Estaria morto?
Levantou-se com dificuldade e foi até a cozinha.
Quem era aquela de vestido rosa, com o antigo livro de receitas?
- Oi vovô, vim fazer uma surpresa de Natal.

1 comment:

UrsaM said...

Lindo!
É bem esta a função dos netos. Ressucitam-nos, e nem sabem!
parabéns! que seu natal tenha sido lindo e gostoso e que o ano novo traga consigo as musas... todas!
Um beijo, Angela