Sunday, September 02, 2007

Perda

Sentiu mais a morte dele do que a do outro.
Ele nunca condenava suas atitudes, partilhava toda felicidade com ela. Comiam juntos, saiam, ficavam deprimidos em casa nos dias de chuva.
O cachorro era sim, muito mais carinhoso do que o marido.

2 comments:

UrsaM said...

Pior é que é um fato!
Ana, hoje recebi os jornais de Cachoeirinha com os minicontos publicados. Imagino que seja coisa tua e quero agradecer muito a minha inclusão entre tanta gente ótima! Um abraço gratíssimo.

eduardo said...

Vim atraves da Ursam, realmente ela tem muito bom gosto. Seus textos são ótimos.